Causas, sintomas e tratamento da sinusite e rinossinusite. Detalhamos os tipos de sinusite infecciosa, alérgica e traumática, sinusite aguda, sub-aguda, crônica e aguda recorrente. Abordamos os tratamentos naturais, médicos e alternativos.


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Sinusite ou rinossinusite aguda

A sinusite ou rinossinusite aguda é a resposta inflamatória da mucosa que reveste a cavidade nasal e os seios paranasais, com sintomas clínicos com até quatro semanas de duração. Dentre os sintomas mais freqüentes nas crianças, destacam-se rinorréia purulenta, obstrução nasal, tosse e, nos maiores, dor facial, cefaléia e halitose.
Deve-se suspeitar de sinusite aguda bacteriana quando os sintomas de infecção das vias aéreas superiores (resfriado, gripe) pioram após o quinto dia ou persistem por mais de dez dias.
As radiografias simples têm limitações como método diagnóstico auxiliar na criança, porque os R-X simples podem acusar comprometimento sinusal também no resfriado (rinossinusite aguda viral) e na rinite alérgica, sem que isto signifique infecção bacteriana purulenta. Dentre os sinais radiológicos sugestivos, mas não confirmatórios de infecção sinusal, destacam-se opacidade total do seio, espessamento maior que 4 mm da mucosa do seio maxilar e nível hidroaéreo. Daí que a indicação maior dos RX simples na sinusite é quando se duvida do diagnóstico de sinusite aguda, para mostrar que não há sinusite. Deve-se evitar solicitar radiografia de controle.
Nos casos em que se suspeita de complicações por infecção sinusal, isto é, quando a infecção ultrapassa os limites anatômicos dos seios paranasais (orbitárias e intracranianas), deve-se recorrer à tomografia computadorizada, e não aos RX simples; dentre os sinais de alarme: cefaléia intensa, alterações de visão, edema palpebral, sinais gerais de toxemia.
Índice dos artigos relativos a Sinusite

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL