Causas, sintomas e tratamento da sinusite e rinossinusite. Detalhamos os tipos de sinusite infecciosa, alérgica e traumática, sinusite aguda, sub-aguda, crônica e aguda recorrente. Abordamos os tratamentos naturais, médicos e alternativos.


sábado, 18 de fevereiro de 2012

Problemas de respiração e sinusite

O nariz tem a importante função de filtrar, aquecer, purificar e umidificar o ar.
Se você não respira bem pelo nariz, consequentemente irá respirar pela boca. A respiração bucal acarreta ressecamento da mucosa oral, seguida por irritação constante e amigdalite, faringite, laringite...
Na criança é muito comum a hipertrofia de adenóides, que leva à respiração bucal, amigdalites de repetição, roncos e apnéia.
Pode também ocorrer a rinite alérgica, em adultos ou crianças, causada por alterações climáticas, ou contato com poeira, mofo, produtos de limpeza, pêlos de gato/cachorro...
Já a sinusite, é a infecção dos seios da face, causada por uma gripe mal-curada ou crise de rinite, e é muito temida pela grande possíbilidade de se tornar crônica.
A sinusite aguda se caracteriza por:
  • dor de cabeça intensa na região da testa, entre os olhos, ao redor ou por trás dos olhos, na região das maçãs do rosto, na nuca ou no topo da cabeça;
  • obstrução nasal;
  • secreção nasal amarela;
  • tosse seca;
  • febre.
Apresentado um ou mais destes sintomas, é necessário procurar um otorrinolaringologista que fará as orientações necessárias quanto ao tratamento correto e às medidas que evitam a cronificação da doença.
A sinusite aguda é uma infecção como qualquer outra, passível de tratamento clínico, com boa evolução, mas o problema ocorre quando o paciente começa a ter quadros sucessivos de sinusite aguda.
A ajuda especializada é imprescindível para a avaliação completa da cavidade nasal.
Através da endoscopia nasossinusal e da tomografia computadorizada do nariz e seios da face, temos um mapeamento completo de todos os seios da face e suas drenagens para a cavidade nasal, das obstruções nasais provocadas por desvios de septo, pólipos, hipertrofia de cornetos, que podem contribuir para o aparecimento da sinusite e que devem ser corrigidos para melhorar a função nasal como um todo.
Há um grande mito no que se refere à sinusite crônica, pois antigamente eram feitas cirurgias muito agressivas, com incisões na gengiva, osteotomias na face.
O pós operatório era muito difícil com inchaço e hematomas que duravam bastante tempo.
Houve uma evolução muito grande, científica e tecnológica, no que se refere à cirurgia da sinusite, e atualmente, naqueles pacientes que não conseguem melhorar após o tratamento clínico adequado, pode-se indicar a cirurgia funcional endoscópica nasossinusal.
A cirurgia da sinusite, hoje, é muito mais funcional e menos agressiva, feita com aparelhos de última geração. O endoscópio, ligado a uma microcâmera, é colocado dentro do nariz e a imagem é transferida para o vídeo, guiando o cirurgião com extrema segurança e precisão.
Tem o objetivo de corrigir desvios de septo e hipertrofias de cornetos, retirar pólipos nasais e abrir todas as cavidades paranasais para que haja a drenagem das secreções, prevenindo os sintomas indesejados da sinusite.
Hoje, o paciente pode internar pela manhã e ser submetido à cirurgia e ter alta no mesmo dia à noite. Não temos mais aqueles inconvenietes hematomas e edemas na face, e em alguns casos o paciente pode até sair sem tampão do hospital.

Fonte: http://mari-ideias-ideais.blogspot.com/2010/05/problemas-de-respiracao-e-sinusite.html
Índice dos artigos relativos a Sinusite

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL